top of page

Por que e como viver no presente


Você sabia que mais de 90% de nossas preocupações não se realizam?


Esse foi o resultado de um estudo sobre “engano de preocupação”, realizado em 2019 por cientistas da Universidade da Pennsylvania (EUA), e nos permite concluir que a maioria de nossos pensamentos e preocupações não deveriam ocupar nossa mente.

Caso tenha interesse, essa matéria da Isto é Dinheiro conta um pouco mais desse estudo.


E por que saber disso é importante?


Isso nos ajuda a perceber que nossos pensamentos nos levam a lugares totalmente desnecessários, pois não se tornarão realidade. Manter-se nesse estado de preocupação só gera ansiedade, carga mental, e perda de tempo. Note, o resultado desse esforço intelectual dificilmente resultará em uma solução, pelo contrário, acaba sendo mais um problema para se gerenciar...


Como se manter consciente no presente?


Quando seus pensamentos surgirem ao longo do dia, avalie-os para perceber se eles estão voltados ao que poderia ter acontecido (passado), ou, o que pode acontecer (futuro). Se você notar que suas ideias estão presas no passado ou no futuro, se concentre no que está acontecendo agora (presente), ou o que você pode fazer agora diante da situação que está enfrentando.


Lembre-se, pensamentos vem e vão, isso é normal e esperado. Mas, eles não são reais, não são palpáveis e concretos, são apenas pensamentos que existem apenas na sua mente e de mais ninguém!


Assim que tomamos consciência do conteúdo dos nossos pensamentos devemos racionalmente “deixar ir” aquilo que não está alinhado com a realidade, aquilo que não passa de suposições da nossa mente. Portanto, descarte esses pensamentos e se mantenha naquilo que é real, e não apenas no campo das ideias.




Não sabe por onde começar?

Você já deve ter ouvido o ditado: “O que não tem solução, solucionado está”. Ele é muito verdadeiro e reflete na manutenção do foco àquilo que realmente importa! Você poderia dizer que esse tipo de ideia é pautada em “preguiça” ou “comodismo”, mas a verdade é que gastar nossa energia com o que não trará resultado é desperdício e pouco efetivo.


No início, talvez ajude separar um momento específico para pausar sua fábrica de pensamentos e analisar o que ela produziu ao longo do dia. Avalie se os pensamentos surgiram com maior frequência quanto a situações passadas ou futuras, ou, se você realmente conseguiu se manter focado no que estava posto para ti naquele momento específico.


Essa pausa para reflexão vai se tornando cada vez mais frequente e natural, pois ao longo do dia, assim que os pensamentos vão surgindo você logo irá perceber se eles estão conectados ao presente, ou se deve limpar sua mente para dar lugar a tudo que é real e existente naquele momento presente.



Não conseguiu de primeira, tente novamente. 



Muito se fala em deixar os pensamentos “irem embora”, mas o que parece ser tão simples na fala, pode se mostrar algo realmente difícil na prática. Bom, pelo menos foi isso que aconteceu comigo... Vou compartilhar rapidamente minha experiência na tentativa de te ajudar a encontrar uma forma de descartar efetivamente os pensamentos excessivos.


Nos últimos anos eu busquei por diversas práticas meditativas, depois de muita pesquisa sobre o que poderia me ajudar a desacelerar minha mente. Senti essa necessidade ao me perceber em situações que eu estava focada trabalhando ou estudando e de repente surgia uma enxurrada de pensamentos aleatórios, como uma consulta médica que esqueci de marcar, uma conta que iria vencer, a atividade da escola da minha filha da próxima semana...


Quando percebia, eu já passava conferindo as notificações do celular, aí pronto: acabou o foco, a produtividade, e, depois de certo tempo, a saúde também!


No início da meditação, eu senti muita dificuldade, pois tinha a ideia de que deveria encontrar uma maneira para que minha mente simplesmente não produzisse nenhum pensamento. Mas, essa percepção apenas me deixou frustrada, pois entendi que era inatingível não pensar em nada!


A grande sacada foi quando percebi que o que realmente importa é a nossa postura e o que fazemos com nossos pensamentos, do que tentar simplesmente impedi-los de surgir.



A chave do sucesso: descarte!



Depois de muito tentar, cheguei ao método de meditação de descarte, que me deu segurança para meditar com apoio de instrutores e baseado num método simples e efetivo. Percebi que até para esvaziar a mente, ela me levava a inúmeros pensamentos desnecessários, como por exemplo qual a forma correta de meditar ou quais resultados eu deveria alcançar em certo tempo...


Ter um método foi crucial para me desprender dessas ideias pré-constituídas sobre meditação e vivenciar de verdade o descarte da mente e seus pensamentos irreais.


A partir disso percebi que estar no presente é a maneira de realmente sermos eficiente em tudo que nos propusermos a fazer, pois conseguiremos deixar de lado distrações passadas ou futuras. Isso gera uma sensação de bem-estar e satisfação, pois alcançamos os resultados que buscamos, o que acaba se tornando uma prática rotineira que com o tempo se traduz na construção de um futuro próspero!




Preocupe-se apenas com o presente, o futuro vai ser um reflexo dele!





Não se esqueça daquele provérbio chinês: “O passado é história, o futuro é mistério, e hoje é uma dádiva. Por isso é chamado de presente!”. Aproveite o agora com uma mente limpa e cheia de vida (não apenas de pensamentos)!



Ficou com vontade de conhecer mais?

Entre em contato e vamos juntos!



Esse texto foi inspirado nos ensinamentos de Woo Myung, fundador do método de meditação de descarte:

As pessoas são incapazes de viver no presente por terem inúmeros pensamentos dentro de si mesmas. Todos esses incontáveis pensamentos - que são sobre o passado, que nada mais é do que uma mente inexistente, ou sobre o futuro, que também não existe - são inexistentes. Ao descartar isso e se tornar uma pessoa verdadeira, existirá apenas o presente. Portanto, você será realista e eficiente no que fizer, o que lhe permitirá viver bem no futuro também. Se você, agora, trabalhar com dedicação e criar resultados, amanhã colherá o que plantou hoje.

Woo Myung. Como Ter um Encontro com Deus, Buda, Alá (p. 187). Cham Books. Edição do Kindle.


75 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

2 comentários


Lana
Lana
03 de abr. de 2023

Obrigada por compartilhar sua experiência e mostrar caminho! Gratidão

Curtir

Lana
Lana
03 de abr. de 2023

Explica muito bem como nossos pensamentos funcionam... me identifiquei muito....

Achei muito interessante ter dito no texto de nossa mente não produzir mais nenhum pensamento, pois foi o que tinha expectativa também. Mas não é isso ne rsrs É muito bom poder esvaziar realmente os pensamentos!

Curtir
bottom of page